domingo, 25 de novembro de 2007

DESMASCARANDO A ACEC 4

Todos os que se colocam CONTRA a evangelização das crianças são marcados por cinco atitudes bem distintas:

1) Rejeitam a Palavra de Deus (Já publicado)

2) Não separam tempo para ensinar a Bíblia as crianças (Já publicado)

3) Confiam nas pressuposições dos “Famosos”

Os que pertencem a ACEC (Aliança Contra a Evangelização das Crianças) racionalizam que só na adolescência podem ser assimilados conceitos como: pecado, regeneração, fé, valor do sacrifício de Cristo, etc., e fundamentam suas pressuposições em afirmações de homens famosos. O importante para eles, é “O Dr. Fulano disse isto!”, e não “Deus assim diz”.

Mas no mesmo capítulo 18 de Mateus, no versículo 6, Jesus afirmou: “Qualquer, porém, que fizer tropeçar a um destes pequeninos que crêem em mim, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma grande pedra de moinho, e fosse afogado na profundeza do mar”. Esta passagem mostra claramente que uma criança pequena pode crer no Senhor Jesus.

Infelizmente, embora haja o aviso de que os que colocam tropeços estão sujeitos a esta terrível condenação, são muitos os que incorrem neste erro de não aceitarem as palavras do Senhor. Preferem confiar nos educadores, nos filósofos, nos psicólogos e nos teólogos que criticam a Bíblia.

É um grande erro afirmar que a criança precisa crescer para poder vir a Cristo. Jesus disse exatamente o contrário. Não é a criança que tem de tornar-se adulta para receber o reino de Deus, pelo contrário, é o adulto que precisa tornar-se como uma criança. “E Jesus, chamando uma criança, colocou-a no meio deles, e disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos tornardes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos céus” (Mateus 18:2, 3).

Nenhum comentário: