segunda-feira, 26 de novembro de 2007

DESMASCARANDO A ACEC 5

Todos os que se colocam CONTRA a evangelização das crianças são marcados por cinco atitudes bem distintas:

1) Rejeitam a Palavra de Deus (Já publicado)

2) Não separam tempo para ensinar a Bíblia as crianças (Já publicado)

3) Confiam nas pressuposições dos “Famosos” (Já publicado)

4) Não levam em conta a dimensão espiritual da criança

Os que pertencem a ACEC (Aliança Contra a Evangelização das Crianças) preocupam-se apenas em atender as crianças nas áreas de seu relacionamento horizontal: família, educação, saúde, esporte, lazer, etc.

Mas é bom recordar que, nos tempos do Velho Testamento, uma geração inteira se perdeu devido à desobediência dos pais e dos líderes em ensinar a Palavra de Deus às crianças: “... e outra geração após deles se levantou, que não conhecia ao Senhor, nem tão pouco as obras que fizera a Israel. Então fizeram os filhos de Israel o que era mau perante o Senhor...” (Juízes 2:10, 11). Eis aí o resultado de serem CONTRA a evangelização das crianças.

O grande perigo de nossa época é a perda da visão da evangelização das crianças, que deixará uma geração inteira sem o conhecimento da Palavra de Deus. Há certas pessoas, muitas vezes em posição de liderança em suas igrejas, que até zombam de qualquer esforço feito para incentivar as crianças a memorizar versículos bíblicos.

Ora, a Bíblia afirma, sem deixar dúvida, qual é o dever dos pais: “Estas palavras que hoje te ordeno estarão no teu coração; tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te, e ao levantar-te” (Deuteronômio 6:6, 7).

No Salmo 78, Asafe desafia os pais e líderes para que, em obediência às ordens de Deus, não encubram, pelo contrário, contem às crianças quem é Deus e falem do Seu poder e das maravilhas que Ele fez (vs. 1 a 6). No verso 7 deste mesmo capítulo, Asafe afirma que as crianças podem colocar em Deus a sua confiança, isto é, ter uma experiência real com Deus, se forem devidamente instruídas. (E tem gente que prefere aceitar o que diz Piaget!) No verso 8 há a solene afirmação de que, se falharmos na evangelização das crianças, se agirmos CONTRA, acabará surgindo uma geração rebelde.

A história de Israel é uma prova do fato de que, por serem CONTRA o ensino da Palavra de Deus às crianças (não obedecendo às ordens do Senhor), os israelitas fizeram surgir uma geração rebelde após outra.

Nenhum comentário: