domingo, 2 de dezembro de 2007

DE JOELHOS EM SECRETO

Mateus 6:6 = “Mas você, quando orar, vá para o seu quarto, feche a porta e ore ao seu Pai, que não pode ser visto. E o seu Pai, que vê o que você faz em segredo, lhe dará a recompensa”.

De joelhos em secreto

Sei que o Pai está bem perto,

Com Seus olhos bem abertos.

Ele dá o suprimento,

Pra viver cada momento,

Firme num só pensamento:

Que é preciso vigilância,

Pra enfrentar com tolerância,

Toda e qualquer circunstância.

Oração é contemplá-lo,

Sempre em tudo respeitá-lo,

E, de coração, amá-lo.

Somos fracos, pecadores,

Enfrentando ofensores,

Rodeados de temores.

Cada dia há perigo.

Oração nos dá abrigo,

Das ciladas do inimigo.

Oração perseverante,

Cada dia, cada instante,

É deveras importante

Para ter serenidade,

Demonstrando só bondade,

E viver pela verdade.

Pai Celeste exaltado

Com nome santificado

O teu reino é esperado.

Seja feita a Tua vontade

Nesta terra de orfandade

E no céu e na eternidade.

E o pão de cada dia

Nos dá hoje, obsequia,

E perdoa a quantia

Elevada que devemos

Por ofensas que fizemos,

Assim também como temos

Perdoado devedores

Que foram, sim, ofensores,

E que nos causaram dores.

E não nos deixes, pois, cair

Na tentação, que a rugir

Nos leva sempre a transgredir.

Livrar-nos vem de todo mal.

O teu poder é sem igual.

A Tua glória é eternal!

Gilberto Celeti

Nenhum comentário: