segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

UMA NECESIDADE

U m fato tem que ser considerado,

M oisés ao proclamar os mandamentos

A pós o sacrifício efetuado

N os deixa uma lição e ensinamento:

E m todo tabernáculo sagrado,

C om sangue tudo era aspergido

E desta forma então purificado!

S ó que Jesus ,na cruz, ao ter morrido,

S obre si mesmo aniquilou o pecado;

I ncomparável feito, garantindo

D ivina e eterna redenção

A os que O aguardam para a salvação.

D e novo, sim do céu Jesus vem vindo

E os que são seus serão manifestados.

Gilberto Celeti

“Era necessário, portanto, que as figuras das cousas que se acham nos céus se purificassem com tais sacrifícios, mas as próprias cousas celestiais, com sacrifícios a eles superiores. Porque Cristo não entrou em santuário feito por mãos, figura do verdadeiro, porém no mesmo céu, para comparecer, agora, por nós, diante de Deus; nem ainda para se oferecer a si mesmo muitas vezes, como o sumo sacerdote cada ano entra no Santo dos Santos com sangue alheio. Ora, neste caso, seria necessário que ele tivesse sofrido muitas vezes desde a fundação do mundo; agora, porém, ao se cumprirem os tempos, se manifestou uma vez por todas, para aniquilar, pelo sacrifício de si mesmo, o pecado. E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo, assim também Cristo, tendo-se oferecido uma vez para sempre para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o aguardam para a salvação”. - Hebreus 9:23-28

Nenhum comentário: