segunda-feira, 17 de março de 2008

OS CABELOS DA CABEÇA

Os cabelos da cabeça
Todos bem contados são.
Não há nada que aconteça
Por incrível que pareça,
Que Ele ainda não saiba não.

Os problemas muito grandes
Não me importunam não.
Na mão de Deus os entrego,
São pesados, não os carrego,
Deixo em paz meu coração.

Os problemas pequeninos
É que trazem aflição.
O trabalho rotineiro
E coisas o dia inteiro
Que produzem agitação.

Enfrentar gente difícil,
Enfrentar ingratidão.
Gente que sempre reclama,
Que critica e que não ama,
Causa muita apreensão.

Há também o desconforto
Quando o corpo não está são.
E nem sempre o planejado,
Pode ser executado,
Pois há muita interrupção.

Só me resta finalmente,
Colocar tudo na mão
De Deus que é Onipotente,
Onisciente e Onipresente,
E acalmar o coração.

Gilberto Celeti

Nenhum comentário: