sexta-feira, 9 de maio de 2008

CRISTO ACALMA A TEMPESTADE

Qual um barco no oceano
Minha vida eu remarei.
Ventos bons que vão soprando,
Águas calmas ondulando,
Bem tranqüilo eu seguirei.

Há um porto almejado
Para onde eu seguirei.
E no horizonte olhando,
Fico sempre perguntando:
Será que lá eu chegarei?

De repente, a tempestade,
Da qual nunca eu cogitei,
Furiosa vem chegando,
E o mar vai agitando;
Disto eu não escaparei.

E a tormenta foi tão forte
Que eu até desesperei.
O barco foi afundando,
O vento despedaçando,
Desta vez me afogarei.

Na agonia mais profunda,
Ao Senhor Jesus clamei.
Seu poder foi demonstrando,
A borrasca acalmando,
E surpreso então fiquei.

Ele tem autoridade,
Só a Ele eu seguirei.
Vou chegar não sei bem quando,
Mas nEle eu vou confiando,
A Jesus adorarei!

Gilberto Celeti
Acesse o Blog e deixe o seu comentário: www.gilbertoceleti.com

6 comentários:

Tatel disse...

Sinto profunda edificacao quando leio os poemas os textos,e isso so vewma fortelecer mossa fe!!!Glorias a deus por isso!!!Aristael

Tatel disse...

Sinto profunda edificacao quando leio os poemas os textos,e isso so vewma fortelecer mossa fe!!!Glorias a deus por isso!!!Aristael

Tatel disse...

Sinto profunda edificacao quando leio os poemas os textos,e isso so vewma fortelecer mossa fe!!!Glorias a deus por isso!!!Aristael

Tatel disse...

Sinto profunda edificacao quando leio os poemas os textos,e isso so vewma fortelecer mossa fe!!!Glorias a deus por isso!!!Aristael

Tatel disse...

Sinto profunda edificacao quando leio os poemas os textos,e isso so vewma fortelecer mossa fe!!!Glorias a deus por isso!!!Aristael

xenia mara disse...

infinita é a sabedoria de Deus, e ele sabe doar a medida certa para quem vai usá-la, bem.Xenia mara