segunda-feira, 16 de junho de 2008

A CURA DO EGOÍSMO

A mórbida concentração em si mesmo,
Faz um ser humano ir andando a esmo,
Carregado de profundo egocentrismo
Desprovido de qualquer idealismo.

São tristonhos todos os seus pensamentos,
Melancólicos todos os seus sentimentos.
O remédio para esta enfermidade,
É usar a cada dia de bondade,

Sendo para com o outro generoso.
Um sorriso, um olhar atencioso,
Leva cura e cura o próprio coração,

Traz alívio e liberta da prisão.
Pouco a pouco o egoísmo vai saindo,
E o amor ao próximo é que vai fluindo.

Gilberto Celeti
Efésios 4.32: “Sejam bons e atenciosos uns para com os outros

5 comentários:

Jadson disse...

ENCONTRO PLENO
UMA MULHER Q TINHA UMA VIDA ACABADA ENCONTRTA SE COM CRIST E ELE LHE FAZ UMA PERGUNTA ONDE ESTA SEU MARIDO ?
ELA MUDA O FOCO E PERGUNTA ES PROFETA ELA Ñ QUERIA ABORRECIMENTO EM LEMBRA DE SUA VIDA,ELE RELATA A VIDA DELA E ELA Ñ CONSEGUI ENTENDER COM UMHOMEM Q SABIA DE SUA VIDA PODERIA ESTA PERTO DELA SERÁ Q ELE QUERIA ALGO EM TROCA EWLA SE PERGUNTOU Ñ SABENDO ELA Q ELE LHE OFERECIA AGUA Q JORRA DE UMMLUGAR ONDE Ñ ACABA POIS NAQUELE ENCONTRO ELE QUERIA SACIAR SUA NECESSIDADE FÍSICA E LE LHE DA DE GRAÇA A VIDA PLENA Q NUNCA PENSOU Q TERIA EM SUA VIDA ELE LHE A ALEGRIA DA SALVAÇÃO DE ESTA EM UM LOCAL ONDE TUDO É VIDA E NEM TRISTEZA NEM MORTE EXETIRÁ.

Anônimo disse...

Lindo poema!
Tentando entender o egoísmo, procurei uma explicação e encontrei nesse poema.
Pena que o egoísta não enxergue que é, e a mudança tem que partir dele.
E é verdade, o egoísta, no fundo, é triste.
Parabéns!

Anônimo disse...

Muito lindo o poema, falou muito ao meu coração. Tenho tentado vencer o egoismo que se encontra em mim e com fé em Deus terei vitoria.

Luiz Carlos Silveira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Obrigado pelo poema! Excelente revelação deste inimigo ao qual devemos estar sempre atentos! E já deu frutos!

Acrescento para o nosso amigo do comentário acima: se você deseja se livrar do egoísmo, o mais importante passo você já deu... que é perceber.

Resta agora praticar. Praticar é como varrer a casa depois de uma repintura completa: é preciso fazer todos os dias, pelo número de dias que for preciso... nas primeiras varridas só sai a poeira grossa... nas varridas subsequentes, um pouco da fina a cada dia...

Pratique buscando o que você pode fazer para benefício de alguém que não seja você próprio. Quanto mais você escolher beneficiar alguém que não possa lhe retribuir de nenhuma maneira, quanto mais esta bem-feitoria ficar conhecida só por você e pelo beneficiado, de modo que nem os frutos dos elogios ou, até mesmo, agradecimentos você possa colher... enfim, quanto mais você puder fazer o bem e abrir mão de qualquer coisa que possa vir em troca, melhor terá sido a qualidade da sua prática. Por outro lado, quanto mais você alardear com vaidade, dizendo como você é uma pessoa boa e já está quase livre do egoísmo por ter feito tal e tal boa ação por algúem... pior a qualidade da sua prática.

Mas não me interprete mal! Faça o bem pelo outro mesmo se você puder colher algum fruto. O que digo é, quando buscar um exercício, prefira os que não lhe darão quaisquer frutos.

Dar esmola é muito fácil. A princípio, não serve como exercício. No entanto, não deixe de dar esmola caso alguém que realmente esteja com fome surja em sua frente...

Quem sabe consolar alguém que está aflito, dando-lhe palavras de esperança? Alguém que você não conheça. Alguém que passa na rua e que você nunca mais verá. São tantas as oportunidades para consolar os aflitos e para secar lágrimas... Quantos dos nossos amigos também precisam disso, não é?

Dou outro exemplo: esta semana havia um casal muito humilde fazendo sinal para os taxis na rua. Nenhum parou. Uma boa senhora, que estava dentro do taxi, vendo a situação, pediu que o taxista parasse para ver o que era, mesmo após este ter lhe dito que certamente seria um assalto. Eles entraram no carro e logo a mulher, em gritos, deu alí mesmo à luz uma criança antes que chegassem ao hospital. A boa senhora, claro, pagou todas as despesas, inclusive a limpeza dos estofados. Ninguém alí soube seu nome, nem seu endereço. Você imagina a alegria da senhora ao saber que ela pôde salvar a vida de uma criança que estaria entregue ao azar?

Voltando à sua busca... para acelerar as coisas, pergunte-se o motivo de querer livrar-se do egoísmo.

Se puder encontrar um motivo que seja para o benefício das outras pessoas, sua jornada será mais rápida.

Por exemplo: Alguém pode querer se livrar do egoísmo pois sua namorada irá lhe deixar se você não fizer isso... por tanto você quer se livrar do egoísmo pois será muito ruim pra você ficar sem ela... "já que é assim, que vá o egoísmo e não ela!"

Já em um outro cenário esta mesma pessoa pode perceber que deve se livrar do egoísmo para poder dar à sua namorada, que ele tanto ama, uma qualidade de amor no nível que ela merece. A motivação deixa de ser ele próprio e passa a ser o outro.

O feitiço do egoísmo se desfaz toda vez que o (ex) egoísta percebe que, ao contrário do que o egoísmo lhe garantia, a gente experimenta uma felicidade muito maior quando faz algo intencionado ao benefício dos outros do que para nosso benefício exclusivo.

Isto para o egoista é um paradoxo e é preciso praticar para compreender que não há paradoxo na questão. Você saberá que se livrou do egoísmo quando você puder experimentar a dor das outras pessoas e não se sentir prejudicado por isso. A recompensa, por tanto, por ter se livrado do egoísmo é a de poder experimentar a sua felicidade multiplicada pela felicidade dos outros.

Mas quando este dia chegar, não deixe de varrer de vez enquando pois sempre existe poeira pra sujar nossa casa...

Boa sorte e tenha certeza que os anjos o acompanham!