domingo, 10 de agosto de 2008

FÉ ADMIRÁVEL

Uma mãe desesperada

Quer de Cristo compaixão,

A filha endemoninhada

Precisa ser libertada,

Busca em Cristo a solução.

 

Jesus segue indiferente

Não lhe dando atenção.

Sua tarefa é somente

Pra quem é descendente

Do patriarca Abraão.

 

O silêncio inquietante

Não anula o clamor.

Ela foi perseverante,

Com atitutde humilhante,

Na sua busca do Senhor.

 

Com o silêncio então quebrado,

Disse Cristo: não de um pão

Que ao filho é destinado

Pode se tirar bocado,

E lançá-lo, assim, a um cão.

 

A mulher bem insistente

Argumenta que ao cão,

Uma migalha, de repente,

Cai da mesa e tão somente,

Dá-lhe uma satisfação.

 

Jesus fica admirado

Da mulher e sua fé.

O que foi solicitado

Ela vê concretizado

Sua filha livre é.

 

É somente uma migalha,

Que da mesa cai no chão.

Mas que bênção ela espalha,

A estrangeira agasalha,

E a tira da aflição.

 

Gilberto Celeti

 

Leia a história no evangelho escrito por Mateus, capítulo 15, versos 21 a 28.

Nenhum comentário: