terça-feira, 26 de agosto de 2008

FAZER O OUTRO FELIZ

Vou um dia prestar contas
Do que fiz, do que não fiz;
Negligenciar ajuda,
Quando alguém diz: me acuda!
Para um crente não condiz.

O serviço mais humilde
Que é prestado a um infeliz,
Há de ser recompensado,
Quando for analisado,
Pelo sábio e bom juiz.

E o critério está bem claro,
Jesus mesmo é quem o diz:
Eu, Jesus, sou atendido,
Se ajudado ou preterido.
Esta é a sua diretriz.

Vou fazer meu semelhante
Entender que o bem lhe quis.
Não serei jamais omisso
Com amor farei o serviço
Quero vê-lo bem feliz.

Gilberto Celeti

Mateus 25.45: “Todas as vezes que vocês deixarem de ajudar uma destas pessoas mais humildes, foi a mim que deixaram de ajudar”.

Nenhum comentário: