domingo, 28 de setembro de 2008

SOU APENAS UMA OVELHA

Sou apenas uma ovelha

Do rebanho do Pastor;

Muitas vezes bem cansada,

Outros dias ando errada,

Ovelha necessitada

De cuidado e de amor.

 

Sou apenas uma ovelha

Do rebanhno do Pastor;

Quantas vezes atacada,

E ficando encurralada,

Não há luz, não veja nada,

Fico cheia de temor.

 

Sou apenas uma ovelha

Do rebanho do Pastor;

Ele sim, é glorioso,

É o Todo-poderoso,

E me guia tão bondoso,

Me protege onde eu for.

 

Suas obras são perfeitas,

Ele não pode errar;

Aceito o seu pastoreio,

Sem reservas, sem receio,

Em mim mesmo não há meio,

De sozinho me cuidar.

 

Gilberto Celeti

Nenhum comentário: