domingo, 23 de novembro de 2008

A QUEM DEVEMOS EVANGELIZAR?

Marcos 16.15: “ Vão pelo mundo inteiro e anunciem o evangelho a todas as pessoas”. A tradução revista e atualizada da Bíblia diz: “a toda criatura”.

 

O evangelismo bíblico é um evangelismo total. Deus quer que a boa nova da salvação chegue a todos, sem exceção. Não há um único grupo para o qual todo o esforço evangelístico dever ser exclusivamente direcionado - idosos, adultos, jovens, adolescentes ou crianças.

 

Há pessoas que insistem que o evangelho dever ser anunciado apenas aos adultos e aqueles que são pais é que evangelizariam aos seus prórpios filhos. Isso parece razoável à primeira vista. Mas há dois problemas envolvidos:

 

1. Não é bíblico, porque o padrão da Bíblia é a evangelização de todas as pessoas, e não apenas de um grupo. Ninguém é excluído.

 

2. Uma grande parte da população só iria ouvir do Evangelho se outra parte respondesse favoravelmente a ele. Não parecer ser nem ético nem justo.

 

Em 2 Reis 12.2 esta escrito que: “Durante toda a sua vida Joás fez o que agrada a Deus, o Senhor, pois o sacerdote Joiada o aconselhava”.

Joás havia subido ao trono quando tinha apenas sete anos de idade (2 Reis 11.21).

Pense no que poderia ter acontecido se ele tivesse sido influenciado e instruído apenas por seu pai idólatgra e por sua mãe depravada.

Em lugar disso, Deus levantou Joiada para dar lhe instrução espiritual, porque não a receberia de seus pais.

 

É interessante ver  como Paulo obedeceu o padrão bíblico de evangelismo conforme dado pelo Senhor Jesus em Marcos 16.5. Ele descreve assim o seu ministério evangelístico:

Atos 26.22,23: “Mas até hoje Deus tem me ajudado, e por isso estou aqui trazendo a sua mensagem a todos, tanto aos humildes como aos importantes. Pois eu digo a mesma coisa que os profetas e Moisés disseram que ia acontecer. Eles afirmaram que o Messias precisava sofrer e ser o primeiro a ressuscitar, para anunciar a luz da salvação tanto aos judeus como aos não judeus”.

 

A palavra grega para “humildes” utilizada por Paulo é “mikros”. A palavra grega para “importantes”  é “megas”. Será que ele estava pensando também naqueles que eram fisicamente pequenos, e naqueles fisicamente grandes? Pode ser. No entanto, o princípio subjacente e norteador continua o mesmo - evangelizar a todos quantos é possível e nunca deixar ninguém de fora. As condições culturais e sociais daqueles dias podem ter feito com que Paulo estivesse mais em contato com adultos do que com crianças, mas isso não afetou o seu principio orientador para evangelizar a todos.

 

Todos precisam de Cristo. Portanto é urgente evangelizar a todos. Este é o princípio orientador no evangelismo.

 

É óbvio que evangelizar a todos é uma tarefa impossível, assim como é impossível ir a todo lugar - embora esta deva ser a visão e o desejo de cada salvo.

Que Deus mostre aos seus a responsabilidade de ganhar também as crianças para Cristo e haja dedicação nisto.

Nenhum comentário: