sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

CHUVA BENDITA

“Que o rei seja como a chuva que cai sobre os campos, com os aguaceiros que regam a terra” (Salmo 72.6).

Como cai a chuvarada
Sobre a terra já arada
Com as sementes enterradas
Espalhando nutrimento
Pra que surjam os rebentos;
Ó precioso pensamento!
É assim que nos visita
O Senhor, chuva bendita,
Elimina a desdita,
A sequidão desaparece,
O vigor reaparece,
A virtude surge e cresce.

Mas antes de ser ceifada,
A terra é preparada
Com a lâmina aparada;
Tudo passa pelo corte,
Que é doloroso e forte,
Folhas, flores leva à morte.
Assim, desapontamentos,
Angustiosos sofrimentos,
Tem que vir sempre primeiro,
Antes que o aguaceiro,
Faça produzir o canteiro.

Nunca tema ser tosado,
Ser por Deus disciplinado,
Ele age com cuidado,
Nada que acontece é à-toa,
Sua disciplina é boa,
Com ela Deus abençoa.
Frutos hão de ser colhidos,
Pelo Senhor produzidos,
Em todos os seus remidos.
Quero estar bem preparado,
Para ser bem irrigado,
Pra dar fruto abençoado.
Gilberto Celeti

Nenhum comentário: