domingo, 1 de fevereiro de 2009

O PROBLEMA DO PECADO

O pecado tem que ser desmascarado,
Seu poder não pode ser ignorado,
É terrível seu poder e seu engano,
Ele sempre contamina e causa dano.

Todos sabem da desgraça que há nos vícios
Mas os usam como fossem benefícios,
O remorso, toda dor e sofrimento
Não conseguem do pecado o livramento.

Toda educação e a moralidade,
Não conseguem deter sua voracidade;
Todo instante o pecado causa mal,
Verifique isto lendo o jornal.

Mas se quer bem conhecê-lo, plenamente,
Verifique o que se passa em sua mente:
A impureza, a inveja, a cobiça,
O orgulho, o egoísmo, a injustiça,

O adultério, a avareza, a mentira,
A calúnia, o roubo, o ciúme e a ira.
É preciso descobrir o triste estado
Do humano coração – é depravado!

E só existe uma maneira no universo
De arrancar este pecado tão perverso:
É juntar-se a Cristo, morto lá na cruz,
E ser substituído por Jesus.

Ele é o homem que não conheceu pecado,
E foi nele o meu o pecado colocado,
Recebeu no meu lugar todo o castigo,
E deixou todo pecado em seu jazigo.

Se estou com Cristo identificado,
Estou com Ele agora já ressuscitado,
Revestido de uma nova natureza
Posso andar em santidade e pureza.

E percebo então, agora, claramente,
Quão imenso é o amor de Deus, e reverente,
Quero honrá-lo e adorá-lo, eternamente;
Quero cada dia andar dignamente.

E percebo que a missão mais importante
Neste mundo de miséria ultrajante,
É mostrar o amor de Deus e Sua glória,
É contar de Jesus Cristo, a historia!

Gilberto Celeti

Um comentário:

rev.altamiro disse...

apreciei a força poética da denuncia do pecado e seus males, e mais a graça da solução da graça.