sexta-feira, 29 de maio de 2009

LEPIDÓPTERO


Lepidóptero como a borboleta,
Que no início de sua vida é uma lagarta
Que se arrasta pelo chão, pela sarjeta,
Que apenas do que é vil é que se farta.

É assim o ser humano, no pecado,
Não consegue afastar-se da maldade;
Aos desejos de sua carne, escravizado,
Tem com Deus uma profunda inimizade.

Eis que chega, de repente, num momento,
A consciência da miserabilidade;
Se processa n’alma o arrependimento
E a busca de uma nova identidade.

A lagarta é agora uma crisálida,
Vai passar por profunda transformação,
Sua vida anterior fica inválida,
Os que a virem não a reconhecerão.

Assim mesmo é que todo arrependido,
Que busca com Deus ser reconciliado,
Que a Cristo, pela fé, tem recebido,
Fica de todo pecado perdoado.

Não só isso, mas com Cristo estando unido,
Foi da morte e do pecado libertado,
Da justiça do Senhor é revestido,
Pelo Espírito agora é guiado.

Borboleta linda que agora voa...
Era suja e se arrastava quem diria?
Assim é com aquele que Deus abençoa,
Vive livre, em paz, com muita alegria!

Gilberto Celeti

“Pois a lei do Espírito de Deus, que nos trouxe vida por estarmos unidos com Cristo Jesus, livrou você da lei do pecado e da morte” (Romanos 8.2).

Um comentário:

julianegirardi disse...

eu gostaria, se o Sr. me der autorização. De postar esta poesia no orkut que criei para evangelizar pessoas. E esta sua poesia vem de encontro com aquilo que gostaria de explanar a respeito da transformação que DEUS faz em nossas vidas. Vou esperar sua resposta.Agradecida.