sábado, 30 de maio de 2009

RAMO NA VIDEIRA



É o Pai sábio e prudente lavrador,
Que trabalha em Sua vinha com amor;
Cada ramo Ele apara com atenção,
Esperando nele a frutificação.

E se o ramo não der fruto Ele o corta,
Pois ao lavrador é o fruto só que importa;
Quer da vinha não apenas qualidade,
Mas que frutifique em grande quantidade.

A Videira Verdadeira é Jesus Cristo,
Eu, o ramo onde o fruto será visto,
E somente estando com Ele unido

É que o fruto poderá ser produzido.
Não da carne, mas do Espírito haja fruto!
Enche-me, ó Deus, de modo absoluto!

Gilberto Celeti

“Eu sou a videira verdadeira e meu Pai é o lavrador” (João 15.1).

Um comentário:

Anônimo disse...

Amado Pastor Gilberto que o Senhor
derrame ainda mais unção sobre a vossa vida e que essas tão lindas poesias ao serem por tantos lidas transmitam o amor e a graça de Cristo Jesus o nosso Salvador!